Vinho
Indicar para um amigo

Don Próspero Tannat (Bodega Carlos Pizzorno)

País: Uruguai (Canelón Chico - Canelones)
Safra: 2003
Tipo: Tinto (100% Tannat)
Álcool: 12,70%
Temperatura de consumo: 18ºC
Preço: R$ 32,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

Na pequena propriedade de 20 hectares instalada no Estado de Canelones, no Uruguai, o enólogo Carlos Pizzorno e sua família trabalham para a elaboração de vinhos de qualidade e baixa escala. A produção não passa de 80 mil garrafas por ano, das quais 30 mil deste Don Próspero Tannat.

A Bodega Carlos Pizzorno é uma casa centenária, comandada hoje pela terceira geração da família. Os vinhos são desenvolvidos pelo próprio Pizzorno e pelo enólogo Marcelo Laitano, considerado um dos três melhores do Uruguai.

Uva-ícone do Uruguai, as matrizes da Tannat cultivada nos vinhedos da vinícola, explica Pizzorno, vieram da França, país originário do fruto, na região do Madiran, no Sudoeste francês. A cepa uruguaia se difere, porém, da francesa, mostrando-se menos tânica. Por outro lado, a Tannat tem sido considerada uma variedade exótica, de demanda crescente no mundo.

Especificamente neste Don Próspero Tannat, os produtores optaram por não passar o vinho por barricas de carvalho, permanecendo apenas no inox. O resultado é um vinho bastante frutado, a ser consumido numa temperatura de 18ºC e que casa bem com carnes vermelhas condimentadas ou churrasco.

Está pronto para ser bebido, sem necessidade de guarda.

Análise Técnica

De forma sintética, o enólogo Carlos Pizzorno, proprietário da Bodega Carlos Pizzorno, comenta assim este Don Próspero Tannat: “Um vinho encorpado, de taninos doces e redondos, e muito potente”.

Concedeu 83 pontos em 100 possíveis à sua obra, destacando a cor “muito boa” e a limpidez “brilhante”, no exame visual. “Gosto muito da cor rubi intensa que a Tannat proporciona aos vinhos”, comentou o especialista. “A Tannat responde por cerca de um terço do plantio de uvas viníferas do Uruguai.”

Na avaliação olfativa, disse Pizzorno, merece atenção a intensidade de aromas de frutas vermelhas e negras, caso de ameixa e figo seco. O exame olfativo indicou uma qualidade “bastante fina” e “intensa”, além de “persistência”.

Já ao ser degustado, o exemplar mostrou-se encorpado, com preenchimento completo da boca, mas sem ser um vinho pesado. Para ele, Don Próspero Tannat conta com boa acidez, tornando-se um vinho “harmônico”, de qualidade “bastante fino”, e “persistente” no retrogosto.

“Temos aqui um vinho que representa bem a qualidade que buscamos em nossos produtos, bem elaborado e que conta com boa evolução na taça”, enfatizou.

Nossa Análise

Quando temos alguma familiaridade com vinhos da uva Tannat, sobretudo uruguaios, podemos criar alguma expectativa, talvez até involuntária, em torno do quão tânico será o exemplar. Em outras palavras, se espera por um vinho que “amarre” ou “inche” a boca, um vinho “duro”, adstringente, como acontece quando se come banana verde.

Mas neste Don Próspero Tannat a situação é um pouco diferente e essa expectativa não se confirma. O vinho apresenta taninos, sem dúvida. Mas nada com uma pegada forte, imediata. Pelo contrário: fosse um teste sem conhecer o vinho, provavelmente a opção Tannat até poderia ser descartada.

O diferencial é que este vinho parece ser mais “civilizado” do que seus irmãos mais próximos, mais fácil de beber, certamente por não ter passado pelo carvalho.

Assim, encontra-se um vinho com gosto peculiar, mais frutado, se bem que a Tannat não é das uvas mais saborosas. O resultado é um produto diferente, mais exótico, com aroma adocicado. Na boca, uma doçura menor e um gosto um pouco azedo, no final, com uma pitada de amargor. De toda maneira, é perceptível o gosto de frutas vermelhas maduras, caso de amora e ameixa.

Como todo Tannat, convém, entretanto, ser bebido acompanhando algum prato, preferencialmente de carnes vermelhas. Este exemplar, sem dúvida, rompe um pouco com a “padronização” dos vinhos uruguaios desta uva, algo extremamente positivo para quem busca diversidade nos vinhos.

Harmonização

Churrasco
Carnes assadas
Pratos condimentados
Massas com molhos condimentados

Onde Encontrar

KMM
Rua Medeiros de Albuquerque, 23, Vila Madalena, São Paulo - SP
Tel.: (11) 3819-4020
www.kmmvinhos.com.br

Copyright® 2017 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions